E-mail

contato@devotosdesantoantonio.com

02 DE OUTUBRO – DIA DOS SANTOS ANJOS DA GUARDA

Anjo da Guarda ou Anjo Tutelar ou ainda, Rafael Arcanjo, apareceu na Bíblia e na tradição católica como o anjo individual, protetor, defensor e amigo do homem. Desde o século XV, os moradores da Valência, Espanha, veneravam os Santos Anjos como protetores da cidade e de cada habitante, sendo por isso considerado o berço dessa devoção. A partir de 1508, a devoção universalizou pelo mundo católico. Embora a devoção aos Anjos da Guarda seja mais antiga que a dos santos, ela se popularizou somente na Idade Média, sobretudo a partir de 1670, quando Clemente X a tornou devoção da Igreja Universal. Os anjos estão presentes em toda a Bíblia, onde aparecem como os servidores e mensageiros de Deus, os guardiães e testemunhas dos pensamentos mais recônditos do homem ( Gn 24, 7.40; 31, 11; 48, 16; Ex 3, 2; 14, 19; 23, 20; 33, 2; Nm 22, 22s; Js 5, 13ss; Jz 2, Iss.; 13, 3ss; 2Sm 24, 16ss.; 2Sm 14, 20; 19, 28; Sl 91 etc.) É o Anjo do Senhor quem guia o povo de Deus pelo deserto e acampa com os que temem o Senhor. É S. Rafael Arcanjo que guia o jovem Tobias e Ecbátana (Tb 5,11). No Novo Testamento são os anjos ( Arcanjo S. Gabriel) que anunciam a José o nascimento de Jesus (Mt 1, 20), a fuga para o Egito (Mt 2, 30). Assistem a Jesus durante as tentações  ( Mt 4, 11) e o confortam durante a agonia (Lc 22, 43). Na ressurreição de Jesus, estão presentes ( Mt 28, 2). É também um anjo que liberta Pedro da prisão ( At 5, 19). A importância dos anjos na Bíblia é tal que chegam a ser citados por mais de 300 vezes.

Publicações recomendadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *